domingo, 27 de dezembro de 2015

Pena que não funciona...

Depois de os ter proibido de jogar mais computador (porque já tinham jogado um  monte de tempo)...

D*: Mamã, és má!!! (repetiu isto um monte de vezes)

Eu: D*, já pensaste que se eu fosse má proibia-te de jogar computador o resto da semana?

D*: És muito linda, mamã!

Eu: Isso...

D*: E agora? Posso jogar?

Eu: Não.

... e ficámos por aqui.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Feliz Natal

Desejo-vos tudo de bom neste dia tão especial:

http://historiasdeariadne.blogspot.pt/2015/12/um-feliz-natal-para-todos-vos.html

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Tolerância

Hoje fui (sob o efeito de Brufen) à reunião de pais da escolinha do D*.

O que mais gostei de ouvir acerca do grupo foi a tolerância que todos mostram relativamente à diferença - dentro do pequeno grupo (não são mais de 16, já não sei bem) há diferenças de toda a ordem:

- Raça - uma das meninas é de raça negra (mas nem que fosse azul às pintas... para além do facto de a cor da nossa pele não fazer diferença nenhuma é impossível não gostar dela porque é um amor de tão meiga e tão doce - ela nasceu no mesmo dia que o D* mas quando eram mais pequeninos tinha quase o dobro do tamanho dele, e como sempre gostou muito dele (e ele dela) quando ele ainda não se desenrascava lá muito bem ela ajudava-o em tudo - a calçar-se, vestir-se... uma querida!)

(imagem retirada da internet)
- Religião - uma das meninas não faz trabalhos sobre o Natal porque o pai dela não acredita em Jesus (como lhes foi explicado) - quando ele me contou isso, falámos sobre o assunto e nem foi preciso explicar que isso não faz diferença nenhuma - cada um é livre de acreditar no que que quiser e ela continua a ser uma menina muito querida.

- Deficiência intelectual - um dos meninos de 4 anos tem uma deficiência intelectual - o D* não costuma falar nele (a verdade é que ele falta muitas vezes). Há tempos, quando lhe perguntei se brincava com ele, queixou-se que o menino não sabe falar... OK, não é possível obrigá-lo a gostar de brincar com o outro se não sentir afinidade (ser correcto é outra coisa, mas isso nem é questionável) gostei de saber que está bem integrado no grupo!

- Doença - uma das meninas é diabética e tem que tomar insulina - o D* soube explicar a situação (já não me recordo exactamente das palavras) mas tem a percepção que é muito importante para ela não ficar doente - o sentimento dele era de preocupação.

A tolerância também se aprende! Em primeiro lugar em casa, e depois na escola.

E está a fazer tanta falta no mundo actual...


terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Raio de vírus... #2

Estou novamente de molho... febre desde 6ª feira... tou fartinha de todo!
Quero a minha vida de volta!!!!


quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Desventuras da Sr.ª Cabeça de alfinete #1 - a solução!

Pegando no brilhante comentário da sjjpires, que até parece que me conhece de gingeira...

Deixaste a roupa que te servia e compraste a errada? 
Não foi, mas podia muito bem ter sido...

Quando foste ao feijão verde trouxeste outros filhos que não os teus? 
Eh, pá! Essa também era demais... trouxe os meus mesmo!
Para além disso... nem que eu quisesse... àquela hora não havia lá outros.

Ficou tudo no McDonalds?
Essa é que tá pior... é que nem sei responder! Ficou tudo (menos os filhos) não faço ideia onde!!! Terá sido no MacDonalds ou no café ou junto ao carro, sei lá eu! O certo é que o saco não chegou a casa... De início pensei que me teria esquecido dele no carro e só no Domingo é que me dei ao trabalho de o ir buscar... Pois! Cadê?
Na segunda feira fui em busca do saco perdido, perguntei em todas as capelinhas, falei com a Segurança e esquece lá isso! Já foste...
A sorte é que não tinha sido muito caro... umas calças, uma camisa e um cinto por pouco mais de 30 euros... podia ter sido pior!

(Aviso: agora vou pôr os óculos cor-de-rosa...)

Até calhou bem porque tive que voltar a comprar novamente, e como já não havia a camisa no meu tamanho fui à Lefties e comprei outra ainda mais gira! E ainda comprei um casaco e um colar! E ainda por cima desta vez até tive companhia da minha comadre, amiga, colega, fashion adviser, M*, que me deu umas dicas preciosas.

Ai, eu!


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Desventuras da Sr.ª Cabeça de alfinete #1

Estávamos a precisar comprar sapatos... os pés dos miúdos estão em permanente e rapidíssimo crescimento! (Já comprei umas botas para a I* na secção de senhora, n.º36!!!)

Adiante... fomos ao fim da tarde a uma sapataria no Carregado, na sexta-feira passada, num instantinho à pressa. Entretanto tive uma ideia de génio: como precisava comprar roupa para mim, que tal aproveitar para ir ao Campera? Deixo os miúdos no Feijão Verde e vou sozinha num foguete!

Eles adoraram a ideia, claro está. Deixei-os às 19:30 (fecha às 20:00), é mesmo à conta! Ala que se faz tarde... fui a correr à Mango, experimentei umas calças e uma camisa, não acertei à primeira, mas foi à segunda, rápido, rápido, lá vai ela e às 20:00 estava lá para os ir buscar.

Entretanto o pai foi ter connosco, jantámos no MacDonalds, bebemos café a seguir e fomos para casa. Uma eficiência sem precedentes!!! Fiquei mesmo satisfeita.

Onde é que está o gato?
Tinha de haver gato... alguém adivinha?

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Por onde tens andado, ó Escondida?

... Por aqui, na correria habitual...

Trabalho, trabalho, trabalho... se por um lado estou ansiosa para que chegue o dia 18 (vou ter férias no Natal... por outro, como é que é possível que o ano já esteja a acabar?!? O tempo voou e tanta coisa ainda por fazer!!!)

O D* esteve doente com uma infecção na garganta - está a tomar antibiótico e já voltou à escola.

A I* está com fichas de avaliação - já sei os reis todos da primeira dinastia!

Temos andado também em preparativos para um momento importante, mas depois conto os detalhes.

É isso.

(Nunca tive tão má nota em assiduidade ao blogue... no mês de Novembro foram 5 posts!?!?)


terça-feira, 24 de novembro de 2015

Vai em quantas?!?

I*: Mamã, conta-me coisas de História... fala-me sobre a Primeira Guerra Mundial! Foi em que ano?

Eu: Por volta de 1915 a 1920... não me lembro bem...

I*: Mas não te lembras de ver nas notícias?

Eu: I*! Na Primeira Guerra Mundial eu ainda não tinha nascido!!! Nem na Segunda...

I*: Ahhh, pois é... e na Terceira?

Eu: Queira Deus que não chegue a ver a Terceira Guerra Mundial... nem eu, nem vocês! Ainda não houve Terceira.

I*: Oh, que chatice... [com ar pensativo]

Eu: O quê?!? Que ideia é essa?

I*: É que eu escrevi num texto que eu e o mano tínhamos andado à briga e tinha sido a Vigésima Quinta Guerra Mundial... se ainda não houve Terceira, quanto mais agora Vigésima Quinta!



domingo, 15 de novembro de 2015

Coincidência ou não...

Li na Proteste umas dicas sobre a limpeza e manutenção das máquinas de lavar roupa. Há uns dias, ao serão, dei-me ao trabalho de limpar bem a borracha por todos os lados possíveis (acumula uma nhanha preta). Limpei o filtro, a gaveta do detergente (apesar de nem a usar...) e eu sei lá mais o quê...

No dia seguinte, continuei com o espírito de dona de casa extremosa e pus a lavar uma carga cheia de toalhas e panos de cozinha com água bem quente (90ºC) e com lixívia (normalmente lavo tudo a 40ºC, mas está visto que há casos em que não resulta!)

Não sei se foi coincidência, mas o caso é que a máquina deu o estouro... queimou qualquer coisa e desligou o quadro elétrico.

Fico sem saber se foi o excesso de manutenção ou o excesso de carga ou temperatura ou sei lá... o que é certo é que pifou!

Logo este fim-de-semana que eu tinha destinado para dar volta aos roupeiros... tenho resmas de roupa para lavar!!!


quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Corpo Humano #4

Se há tema de conversa que o D* gosta é o corpo humano...

D*: Mamã, nós temos escadas no pescoço?

Eu: O quê?!?

D*: O que é que temos no pescoço? É feito do quê? São escadas?

Eu: Não... temos os ossos da coluna para segurar a cabeça, depois temos um tubo para passar o ar e outro para passar a comida, temos veias para passar o sangue e músculos...

D*: Ahhh...

Impressionante, o que vai na cabeça das crianças!


terça-feira, 10 de novembro de 2015

Pontuações

Hoje ao jantar o D* decidiu atribuir pontuações à comida...

D*: Quem fez a sopa?

Eu: Foi o papá, como sempre...

D*: OK. O papá tem metade! Quando eu provar o resto depois digo quanto é que a mamã teve.

[Entretanto prova o segundo prato: massa no forno com salsichas de soja e brócolos]

D*: A mamã... a massa tem inteiro, as salsichas têm 100 e os brócolos têm 10. É um milhão e cem e dez!!!

Pai: Não, não!!! Eu é que tenho um milhão!

D*: Não! Tu só tens 10. A mamã é que tem um milhão!!! Não... não é um milhão, é um pilhão!!!

Ena, tanto!

:-)

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Update

Ora vamos lá a ver o que é que eu tenho andado a fazer, que já há 15 dias que não venho cá botar discurso...

Trabalho, muito trabalho!!! Mas já passou mais uma coisa desagradável e inadiável e posso finalmente respirar...

Depois disso, estando eu mais do que em falta com os meus filhos, acedi a fazer a tal festinha do pijama e no fim-de-semana tivemos duas amigas dela cá em casa...

Tou rota! Eu já estava rota... eu já precisava dormir dois dias inteiros, agora acho que precisava era de uma semana inteira para recuperar! Esquece lá isso, que não vai acontecer...

Fui...

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Caminhadas - update

Hoje foi o primeiro dia de ginástica pós-decisão de fazer a minha caminhada neste horário...

Estava empenhadíssima em não falhar, mas por outro lado...

Tá de chuva... se calhar é melhor não ir... tenho desculpa!

Bom! Não vais começar já a falhar ainda antes de começares, pois não?!?

Agora [quando os fui deixar] não está a chover... pode ser que não chova mais... embora!!! 

Yeahhhh

Comecei o percurso e entretanto o céu começou a abrir e aparece uma lua cheia magnífica! Que imagem...

Ao fim de dez minutos começa uma chuvinha molha-parvos... é melhor acelerar...

Entretanto param os pingos e eu decido arriscar o percurso mais longo (depois de atravessar a ponte para o outro lado só na outra ponta da vila é que consigo dar a volta...)

Só vos digo, que passado um bocadinho começa a chover, cada vez mais a sério... (obviamente que nem sequer levei chapéu de chuva, que desportista que se apresente não anda com o chapéu atrás!)

Isso é que foi... fartei-me de rir à parva à conta da carga de trabalhos em que me meti!

Entretanto já chovia a sério e achei melhor parar no Pingo Doce para comprar um chapéu de chuva para evitar encharcar por completo... ao fim de uns 5 minutos e com menos 3,99 euros saio do supermercado e... afinal já parou de chover. OK... continua!

No percurso de volta ainda acabei por usar o chapéu, entretanto, parei em casa num instante para trocar de roupa (que maravilha, roupa seca e quentinha!) e lá continuei para os ir buscar.
Ao todo demorei uns 40 minutos.

Mas, consegui! Não sei se repito a graça em dia de chuva, mas isso agora não interessa nada...



domingo, 25 de outubro de 2015

Preocupações de domingo

O D* tem uma grande preocupação todos os domingos na hora de ir para a cama...

O desenho que vai ter que fazer na segunda-feira acerca do fim-de-semana!

Está visto que desenhar não deve ser o forte dele...

D*: Mamã, o que é que eu fiz este fim-de-semana?

Eu: No sábado estiveste em casa, brincaste e viste televisão e foste cortar o cabelo. Hoje fomos ao Pavilhão do Conhecimento... podes desenhar o ovo e o dinossauro (brinquedo que trouxe)

D*: Não, isso não... Mas eu vi televisão e joguei no computador? [como se ele não soubesse]

Eu: Sim...

D*: Boa!!!

É todos os domingos a mesma conversa... faço ideia os desenhos que ele lá faz!
A esta hora até a educadora já deve ter pena dele... coitadinho do rapaz... meses a fio a não fazer mais nada senão ver televisão!

Mas a história não acaba aqui... já depois de o deixar, chama-me novamente:

D*: Mamã... a nossa casa tem telhado?

Eu: Sim.

D*: Como é que ele é? É assim, assim, assim... [a desenhar com o dedo]

Eu: É. É isso mesmo!  [que é como quem diz... cala-te com isso e dorme mas é]

D*: Boa!!!


quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Mudar de método

Já vos falei no meu objetivo de fazer as caminhadas/ corridas...

A ideia era levantar-me às 06h15 e fazer a caminhada antes de os miúdos acordarem... parece bem, mas o problema é que só consigo fazer isso muito poucos meses no ano e ainda não consegui fazer isso durante muito tempo seguido... é umas temporadas e depois lá se vai a coragem!

Agora, tá impossível! De manhã tenho sono, está escuro, está frio, não quero!!!

Descobri agora que tenho uma oportunidade fantástica para voltar a fazer as caminhadas... duas vezes por semana (tá bom que chegue que é para não fartar!)

Quando? perguntam vocês...

Quando os miúdos estão, os dois, na ginástica!!! Ainda por cima a mãe da amiga da I* diz que alinha. É só levar roupa prática no saco, mudar de roupa nos balneários da ginástica, deixar o carro lá estacionado e ir andar durante uma hora. 

Fácil, fácil!
Depois conto...


segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Conversas mirabolantes #2

Não há maneira de a I* deixar de engalinhar com o termo matemático "n" quando se pretende referir várias coisas...

Dizia ela:

I*: Isso não faz sentido nenhum! Devia ser era "m"...

Eu:?!?

I*: O "m" é que é de muito. O "n" é de nada!!!

:-)

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

A minha última leitura

(imagem retirada da internet)
"A rapariga no comboio", de Paula Hawkins.

Gostei mesmo muito deste livro.

Foi a minha colega/amiga/comadre M* quem mo emprestou, e aproveitei para o ler enquanto estava na cabeleireira a alisar o cabelo, e depois disso não descansei enquanto não o acabei... no dia seguinte.

Recomendo.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Idiota

Hoje foram os dois a uma aula de ginástica (o D* vai iniciar-se nas atividades extra e a I* está prestes a mudar de ramo!)

Vinham todos entusiasmados, mas o D* tinha uma queixa:

D*: Mamã, há lá um menino que é um idiota!

Eu: D*... isso não se diz. O que é que o menino fez?

D*: Fazia tudo mal, portava-se mal, só disparates!

Eu: Se calhar ainda não sabe fazer as coisas...

I*: Não, mamã! Era mesmo mal-educado.

D*: Era mesmo um i-d-i-o-t-a!

I*: D*, é verdade, mas não podes dizer isso... o máximo que podes dizer é que ele era chato.

D*: OK. Ele era muuuuuito chato! O mais chato do mundo!!!

:-)


segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Sei que estou a ficar choné quando... #2

Eu sei que "prometi" não falar de trabalho... mas não resisto a esta:

(imagem retirada da internet)
Começo por explicar que, no meu trabalho, temos que assegurar o controlo das alterações... o que significa que sempre que se quer alterar seja o que for é preciso emitir um pedido de autorização. Uma dor de cabeça que só visto!

Posto isto, deixem-me contar-vos o que tenho andado a fazer fora do trabalho...
Na sexta-feira ao fim da tarde fui à cabeleireira para fazer novamente um alisamento (round 2) - desta vez é a escova progressiva, que tem uma pequena percentagem de formol, deixa lá ver se funciona... Por enquanto tenho o cabelo lisinho!

A parte gira é quando eu entro em curto circuito e tenho um sonho mirabolante como o desta noite...

No sonho, pensava eu:

Eu: Tou feita! Alisei o cabelo e esqueci-me de fazer o controlo de alterações!!!

Ah! Ah! Ah!

domingo, 11 de outubro de 2015

Ritalina

Já aqui me queixei que os meus filhos são incapazes de ficar quietos ou calados... (excepto na frente de um écran... e nem assim!)

Desabafo da tia S*, depois de irmos com os dois ao supermercado e eles não sossegarem um minuto:

S*: Beeeeem... se os teus filhos tivessem outros pais, podes crer que já andavam a Ritalina! [medicamento para a hiperatividade]

A minha cunhada é psicóloga e é absolutamente contra o exagero de diagnósticos e medicação para a hiperatividade...

Na minha modesta opinião... é tudo normal!
Os miúdos com as pilhas no máximo, e a dada altura, os adultos para manterem a sanidade mental precisam do volume e a agitação no mínimo...


terça-feira, 6 de outubro de 2015

Frases memoráveis #2



War does not determine who is right - only who is left.

Read more at http://www.brainyquote.com/quotes/quotes/b/bertrandru101224.html#AIWhZLmWmEqlWtRm.99

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Fotografias #1

Vou começar a publicar algumas fotos que acho verdadeiramente extraordinárias... esta deve ser das minhas preferidas!




terça-feira, 29 de setembro de 2015

O coração fica triste

Vamos lá aqui repor a verdade... de vez em quando ele tem queixas de outros meninos lhe terem batido. Ontem foi a Lu* (creio que pela primeira vez... felizmente não tem nenhum menino na sala daqueles que levam a vida a fazer mal a toda a gente)

Assim que cheguei para o ir buscar, foi a correr buscar a Lu* pelo bibe para me vir dizer que ela lhe tinha batido, para eu ralhar com ela...

É nesta parte que entra o facto de eu ser filha da minha mãe (não sei se conseguem perceber, mas a minha irmã entende-me na perfeição!).
Como a miúda vinha toda envergonhada, fiquei cheia de pena dela...

Eu: D*, não faças isso. Não envergonhes a Lu*. Ela não volta a fazer isso, pois não, Lu*?

No caminho para casa, dizia-me ele:

D*: Mamã, hoje não convido a Lu* para a minha festa! [só vai fazer anos em março, mas não há como planear com antecedência...]

Eu: Tens que a desculpar... [novamente, a minha mãe no seu melhor...]

Eu: Se tu tivesses batido noutro menino e depois te arrependesses não gostavas que ele te desculpasse?

D* (acenou que sim com a cabeça)

Eu: É importante saber perdoar. Se não perdoarmos e ficarmos zangados o nosso coração fica triste...

D*: Eu perdoo. Mas, e se mesmo assim eu não a convidar para a festa, o meu coração também fica triste?

Eu: O que é que tu achas?

D* (pensativo)

D*: Sim, fica! OK... eu convido-a para a minha festa.

Tou orgulhosa do meu menino!

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

D*, O estratega...

Um destes dias tivemos novamente a conversa do "não bates nos outros meninos"... blá, blá, blá... não porque tenha tido queixas dele, que nunca tive... (com esta excepção)
Vocês já sabem que ele é muito querido, fofinho e doce, mas não custa prevenir (não vá eu andar com a vista toldada)...

(imagem retirada da internet)
Dizia-lhe eu:

Eu: D*, sabes que não é preciso bater...

D*: Mas... e quando os outros meninos me batem? (não costuma acontecer...)

Eu: Tens que arranjar outras soluções... (estou a guardar a parte de o ensinar a defender-se para quando/ se for necessário)

D* [pensativo]: Pois... também posso fugir...

(pausa)

D*: Olha! Faço assim: se ele for grande, fujo! Se for pequenino, bato!

Nãaaaaaao!!!!

:-)

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Não é tão prático...

Ultimamente a I* leva o tempo todo a fazer a roda (ginástica), e já está bastante perfeita...

I*: Mamã, tu sabes fazer a roda?

Eu: Não.

I*: E na minha idade sabias?

Eu: Nem perto disso...

I*: Sabes, eu quero aprender a fazer bem a roda agora que sou criança porque depois de ser adulta já não vou conseguir.

Eu: Mas mesmo os adultos, se treinarem, conseguem aprender a fazer roda.

I*: Pois, mas a partir dos trinta anos não é tão prático...

Eu: Tu estás por acaso a chamar-me velha?!?

I*: Não mamã, é só porque a partir dos trinta os ossos gastam-se! Aprendi numa publicidade do Cálcio +

:-)

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Queridices e bolachas

Hoje passámos rapidamente pelo supermercado e ela pediu-me umas bolachas wafer de chocolate.

Pensamento #1: Isso tem carradas de açúcar! Deixa cá ver o rótulo...
Pensamento #2: O que eu gostava de wafers... com a idade dela, comia às dúzias umas wafers de baunilha que só de pensar nisso me dá água na boca...

Eu: OK, traz lá as wafers... a tua sorte é que a tua mãe foi criança há tãaao pouco tempo que ainda se lembra de como gostava dessas bolachas!

I*: E a tua mãe também fazia assim contigo?

Eu: Não. A minha fazia assim por ser querida.

I*: Mais querida do que tu?

Eu: Sim. Mais querida do que eu! (gosto de "discutir" com eles a dizer que a mãe mais querida do mundo é a minha, não é a deles!)

I* (a brincar): Pooois... devias ser como a tua mãaaae... tu tratas-nos maaaal!

D*: Ohhhhh! Coitadinha... ela trata-nos tão bem!

Ele não percebeu o tom de gozo na voz dela e correu a defender-me!
Tão fofo...


segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Acontecimentos trágicos

A propósito do 11 de Setembro, estava eu na conversa com o tio S*, acerca do facto de nos lembrarmos exactamente onde estávamos quando soubemos da notícia pela primeira vez...
No meu caso tenho uma meia dúzia de acontecimentos da atualidade que me recordo exatamente de onde estava e o choque que senti (o tsunami na Indonésia em 2004, a morte da princesa Diana...)

Ela ouvia atentamente...

I*: E vocês lembram-se o que tinham vestido? Sim, porque eu lembro-me o que tinha vestido quando fui ver o mano...

Eu: I*, não é a mesma coisa... eu estou a falar de acontecimentos trágicos...

I*: Sim! É disso mesmo que eu estou a falar... um acontecimento trágico! [o nascimento do mano]

Sem comentários... não sei se ria, se chore!


quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Que figura a minha...

Como vocês bem sabem... eu não devo ser deste mundo... às vezes faço cada figura, que não há explicação...

Hoje foi um dia fértil...

Começo por explicar que tenho um problema de excesso de concentração... ou falta de memória... ou incapacidade para ter duas ideias no cérebro em simultâneo... não sei bem! Só sei que quando estou dedicada a um assunto esqueço-me de que tudo o resto existe. 

Hoje estava a preparar um trabalho com dois técnicos de uma empresa prestadora de serviços (com quem já trabalhei várias vezes). Pedi o número de telefone de um deles, mas ele disse que não era preciso dar porque ele tinha o meu e me dava um toque. OK... lá ficou ele agarrado ao telemóvel a procurar o meu contacto...

Enquanto isso comecei a falar com o outro sobre o trabalho.

Entretanto o telefone toca, um número que eu não conhecia... e o que é que eu faço?!?!

a) Desligo a chamada, agradeço e guardo o contacto.
b) Assusto-me com o toque, porque entretanto já me tinha esquecido que ele me estava a ligar.
c) Peço licença para atender a chamada (que entretanto desligou). Depois de me aperceber da parvoíce que fiz dá-me um ataque de riso tal, que levei uns bons minutos à gargalhada e não conseguia parar.

Quem é que acerta?



terça-feira, 15 de setembro de 2015

Alergias convenientes

A I* já fez os trabalhos de férias mandados pela professora (já há algum tempo).
Entretanto combinei com ela nestes últimos dias (só vai começar as aulas a 21) ir fazendo alguns trabalhos: tabuada e cópias, para ir voltando devagarinho a entrar no ritmo.

Segunda-feira: zero. Não levou mochila para o ATL (esqueceu-se)
(imagem retirada da internet)

Combinámos que no dia seguinte (hoje) fazia a dobrar. Resultado: zero! Hoje também não levou mochila porque se esqueceu de preparar à noite, de manhã doía-lhe a barriga, atrasou-se e depois não deu tempo... já no ATL também não lhe ocorreu pedir uma folha de papel e um lápis...

Moral da história: tem até amanhã à tarde para fazer os trabalhos de 2ª, 3ª e 4ª feira, caso contrário não vai ao Hip-Hop. São 3 tabuadas completas, uma composição e uma cópia. Nada demais (na minha opinião, que obviamente ela não partilha)

Para adiantar serviço hoje fez já uma tabuada (no meio de muito refilanço, engonhanço e choraminguice)

Mais tarde, depois do banho, veio queixar-se que tem umas babazinhas na pele.

Eu: Parece ser alergia a alguma coisa... que camisola é que tinhas vestida?

I*: Eu acho que deve ser alergia à tabuada... que chatice, não vou poder fazer mais amanhã!

Deve ser, deve!

:-)

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Duas boas notícias!

Hoje tenho duas boas notícias... tenho andado desaparecida a preparar a festa da I*. Foi ontem e correu tudo muito bem (à excepção de pormenores sem importância, tipo, ter chovido...)

O tema deste ano foi a praia, mais propriamente uma ilha (do tesouro).
Ela pediu-me uma Caça ao tesouro. Deu-me uma trabalheira que eu sei lá, mas confesso que me diverti à grande a prepará-la. Com a chuva não deu para fazer como tínhamos pensado, mas divertiram-se na mesma. Entretanto parou de chover e eles correram a brincar no parque (Serafina) e ninguém quis saber mais de enigmas nem coisa nenhuma! 

A segunda boa notícia é que já consigo carregar fotos!!!! Afinal o problema era com o Microsoft Explorer... com o Google Chrome já funciona. Ainda bem, porque eu queria mesmo partilhar a foto do bolo!
Bolo da ilha do tesouro
Ora então, passo a explicar... mandei fazer na pastelaria o bolo de baixo, que é chocolate com recheio de doce de morango, coberto com pasta de açúcar azul (muito bom!). Depois, fiz eu o bolo de cima, que é de iogurte (1/3 da receita). Retirei a parte exterior e suavizei o rebordo para fazer de praia e cobri (com ajuda das meninas) com açúcar mascavado (a fazer de areia). O rebordo foi salpicado (propositadamente de forma irregular) com chantilly (a fazer de ondas). O tronco das palmeiras é feito de paus de canela e as folhas são feitas com uns arames revestidos que são usados em trabalhos manuais. O baú é do barco dos piratas da Playmobil (gentilmente cedido pelo mano) e tem lá dentro smarties amarelos a fazer de tesouro!
Facílimo!



segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Refugiados - nova data

Cá vai a correção...

Marcha de solidariedade pelos refugiados vai ser no dia 12 de Setembro, às 15h, do Marquês de Pombal ao Terreiro do Paço

http://coconafralda.sapo.pt/afinal-a-marcha-de-solidariedade-pelos-1821371



O melhor dia de sempre

Hoje foi o dia de aniversário da I*. Fez 9 anos, a minha menina maravilhosa...

Com tudo a que tem direito...  foi dia de pico de glicémia! :-)

O pequeno almoço preferido (ovos mexidos), depois o lanche no bar do ATL, o bolo de aniversário feito pela mamã... (aproveitar enquanto ela ainda quer que a mamã vá cantar os parabéns)

A seguir fomos para a gelataria (tenho um novo sabor de gelado preferido - limão com manjericão!), depois à papelaria onde por sorte havia a mochila que ela queria e já nos tínhamos fartado de procurar e não havia em lado nenhum...

A seguir estivemos a preparar o material escolar (colar as etiquetas, escrever o nome em todos os itens, etc e tal). A seguir, de caminho para o jantar, fomos jogar mini-golf com os tacos de brincar no ATL. Escusado será dizer que o jantar também foi à escolha da aniversariante - MacDonald's, o dos tablets!

Como não podia deixar de ser... foi o melhor dia da vida dela! Graças a Deus, temos muito disso cá em casa... até já temos uma canção: "Hoje é o melhor dia de sempreeeeee!!!"


domingo, 6 de setembro de 2015

Feira Alternativa 2015

Fomos hoje. Já tínhamos ido uma vez há uns anos...

Gostámos muito. Fomos à hora do almoço e passámos lá boa parte da tarde.

A comida? Adorei tudo. A tarte de abóbora, as empadas de legumes, as courgettes, os sumos naturais...

O D* queria uma pedra com magia e escolheu uma chamada "citrino", que diz que é boa para os medos... o rapaz está cheio de fé que vai deixar de ter medo do escuro!

Comprámos também uma vela daquelas de cera de abelha (nunca experimentei) e uma daquelas fontes pequeninas para se ouvir o barulho da água na sala. É que a minha sala estava mesmo a pedir... ainda por cima era barata (10 euros).

Fizemos uma aula de exercícios dirigida às crianças (e pais também). Saímos de lá rotos!

P'ro ano quero mais.




quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Refugiados

Eu não vou deixar de fazer parte disto...

Marcha de luto que vai acontecer no dia 20 de Setembro, às 16h, do Marquês de Pombal ao Terreiro do Paço (vestir preto)

http://coconafralda.sapo.pt/dia-20-de-setembro-venham-mostrar-que-1818884

O que algumas pessoas têm dificuldade em perceber é que agora são eles que estão nesta situação mas se fôssemos nós a viver uma situação de guerra faríamos EXATAMENTE o mesmo, desejaríamos exatamente o mesmo...  proteger os filhos, sobreviver, fugir!!!! e a seguir, começar de novo, organizar a vida, educar os filhos, viver em paz... Quem perdeu tudo, como estas pessoas, não consegue fazer isso sem ajuda!



quarta-feira, 2 de setembro de 2015

E a coerência? Cadê?

No fim-de-semana fui com o D* ao supermercado. Quis ser ele a empurrar o carrinho e no fim insistiu que queria ele tirar a moeda sozinho. Lá se desenrascou, levantou a moeda no ar com um ar triunfante:

D*: Quem tira a moeda, fica com ela!

Eu: Fica lá com a moeda. Portaste-te bem.

Hoje fui levantar dinheiro no multibanco. Habitualmente ele quer carregar no verde, mas hoje pediu-me para tirar as notas...

Eu: Está bem. Desde que consigas lá chegar... (nem me lembrei do episódio da moeda... já estão a ver onde isto vai parar...)

Quando o dinheiro saiu (200 euros!) ele agarrou as notas, todo contente:

D*: Quem tira o dinheiro, fica com ele!!!

Eu: Nem pensar!

:-)

E a coerência? Hein?!?!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Sueca

No campo de férias a I* aprendeu a jogar à sueca e já tentou ensinar o mano.

Há dias que está a tentar arranjar um bocadinho para jogarmos todos juntos...

Foi hoje! Ganharam os rapazes... (papá e D* + tio)

Ora aqui está uma boa coisa para arejar a cabeça...


segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Como é que nós nascemos?


D*: Mamã, há uma coisa que eu quero saber... como é que nós nascemos?

(Bonito serviço... se eu já lhe expliquei a história das sementinhas... deve querer mais informação... e parece-me cedo demais para isso... o melhor é empatar um bocadinho...)

Eu: A mamã logo te explica depois, com o teu livro...

D*: Não! Não é isso... isso eu já sei... eu quero saber é como é que nós nascemos da lua? Nós estamos morrados (mortos), não é? Estamos na lua. Como é que nós nascemos na Terra?

Como quem morre vai para o céu... ele entende que isso é o mesmo que dizer que quem morre vai para a lua (está no céu ou não está?)
Ainda bem que eu não avancei com mais explicações, que afinal não era nada disso!

Enquanto eu continuo a pensar como descalçar a bota, ele continua...

D*: É que eu já sei como apareceu a Terra... aquela história dos vulcões que explodiram e depois as pecinhas que se encaixaram todas, como num puzzle... mas como é que nós aparecemos?

Que imagem fantástica, não sei onde ele a foi buscar!

Ora cá vai... vou explicar da forma mais correta (e simples) que conseguir...

Eu: Então foi assim: depois de a Terra arrefecer apareceram umas poças de água e aí apareceram umas bactérias, que são muito pequeninas. Depois elas foram crescendo e foram evoluindo durante muitos anos até que se transformaram em peixes. Mais tarde apareceram pernas nos peixes e eles saíram da água e transformaram-se numa espécie de lagartos...

D*: Isso eu já vi no "Corpo do Mano" [entenda-se "Era uma Vez o Corpo Humano", mas ele estava a confundir com o "Era uma vez a Terra", mas isso agora não interessa nada...]

Eu: Isso! Depois os lagartos transformaram-se em animais mais parecidos connosco, como os macacos, e depois aparecemos nós. Entretanto as pessoas foram tendo filhos, foram-se multiplicando e agora somos muitos!

D*: Ah! Já percebi... quer dizer que os adultos saíram da água primeiro que as crianças! É isso?

Gargalhada geral! Coisa que ele detesta... não gozem comigo!!!

Eu: Não é bem isso, mas a mamã é que não consegue explicar-te de uma maneira mais simples. Tu tens cinco anos e já sabes muitas coisas... fazes perguntas muito inteligentes! Quando fores mais crescido vais perceber tudo...

:-)

sábado, 29 de agosto de 2015

Esticar o esqueleto...

Hoje fui pela primeira vez a um (uma) osteopata.

Fui esticada e torcida como se não houvesse amanhã... é até estalar os ossinhos! (meeeeedo...)

Sai de lá, seguramente, com uns centímetros a mais, e com umas boas dicas de exercícios para fortalecer a musculatura dorsal.

Estou um bocadinho dorida, mas é normal. Só vos digo que gostei e vou repetir (já marquei para daqui a um mês)

O nosso esqueleto faz um trabalho formidável a carregar connosco uma vida inteira... temos a obrigação de lhe fazer uma manutençãozinha de vez em quando!

Aqui fica a dica...

Hoje

Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Perdi a paciência!

... e não ganhei nada com isso.

Tou fartinha de não conseguir carregar imagens no blogue.

Aposto que até vocês já estão a achar falta... ;-)

Alguém tem uma dica?

Heeeeelp!





segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Yeahhh!

Quem é sortuda, quem é?
Eu!

A carta da ANSR era para me notificar que fui condenada a um mês sem carta, mas com pena suspensa por 180 dias.

Eu para com os meus botões:
Não te ponhas fina, não, que logo vês onde vais parar...

domingo, 23 de agosto de 2015

Meeedo...

Já estamos de volta.

No correio tinha um aviso para levantar uma carta registada da ANSR (Autoridade Nacional para a Segurança Rodoviária)...

Será para ir entregar a carta de condução por causa das multas passadas? Ai...

Será OUTRA multa?!?! Ai, Ai, Ai!


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Sonâmbula?

Quando estávamos no parque de campismo, numa das noites apanhei um susto daqueles!

A I* literalmente saltou do beliche de cima, com um estrondo imenso. De início pensei que tinha caído, mas ela aterrou em pé e estava bem.
A seguir aproximou-se da porta da caravana e fazia-me sinal para a abrir... isso é que ela me arregalava os olhos com impaciência, mas não dizia uma palavra. Pena que não tenho foto daquela cara... estava impagável! Que vontade de rir...
Lá a convenci que não podíamos abrir a porta porque fazíamos muito barulho e íamos acordar toda a gente. Desistiu.
Como ela estava toda suada, mandei-a sentar e tirei-lhe a camisola. Obediente, deixou tirar e a seguir deu-me um abraço e sorriu-me. Levei-a de novo para a cama e enquanto a ajeitava ela continuava a sorrir. ..
(pensei eu: já percebeu que estava a parvejar e está a achar graça...)

No dia seguinte, ao acordar:

I*: Mamã! Porque é que eu estou sem camisola?!??!

Meedo... ela não se lembra de nadinha!

Já não é o primeiro episódio assim meio esquisito... pelo sim, pelo não, o melhor mesmo é, à noite, não ter a chave de casa na porta!!!


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Férias de Verão 2015 - Dias #10 a #13

Começo por explicar que tenho alguns cuidados em não expor demasiado a vida dos meus familiares neste blogue, por isso na maior parte das vezes não refiro quem estava presente em cada momento.

Continuando nessa onda... alguém próximo realizou o sonho de comprar uma carrinha que transformou em autocaravana (carinhosamente tratada por "caravinha"). Os miúdos andavam entusiasmadíssimos com a ideia de a experimentar (e eu também!), por isso decidimos passar dois dias num parque de campismo. Escolhemos o de Monte Gordo, não pelas infraestruturas (é muito antigo e nem tem piscina) mas pela proximidade da praia.

Algarvios a fazerem turismo no algarve, em Agosto!!!! Ah! Ah! Ah!

Dia #10
Arrumar tralhas na caravinha e ir para o parque de campismo.
Levámos o dia nisto... só lá chegámos às seis da tarde!
Depois do jantar fomos até à praia para um café e um gelado com os pezinhos na areia...
Ui! que bom...

Dias #11 e #12
As manhãs foram passadas na praia. O problema é que havia montes de alforrecas! Explicámos aos miúdos para não lhes tocarem e foi um stress o tempo todo porque eles ficavam histéricos cada vez que viam alguma...
Pelo lado positivo, a água estava bem quentinha...
As tardes foram passadas no parque de campismo e arredores, a jogar, a andar de bicicleta ou a passear. Muito bom!

Dia #13
Regressados do parque de campismo era hora de arrumar tralhas para mudar para a casa dos avós no Alentejo (semana e meia em cada lado)
Saímos depois de um belíssimo almoço em família no nosso restaurante de eleição.


domingo, 16 de agosto de 2015

Saudades da escola

Em algumas situações a minha filha é mesmo a minha versão em miniatura (nessas alturas costumo chamar-lhe "mini me")

Lembro-me que o mês de Agosto era quando começavam a apertar as saudades da escola... ela está na mesma!

Voltar a estar com as amigas, as brincadeiras, começar de novo, poder aprender coisas novas, estrear material escolar novinho em folha, o cheiro dos livros novos... a satisfação de escrever na primeira página do caderno...

Que saudades...


sábado, 15 de agosto de 2015

Férias de Verão 2015 - Dias #7 a #9

Dia #7
Como não podia deixar de ser... houve um dia de parque aquático! Fomos ao Aqualand (again). Como sempre, os miúdos divertiram-se à grande!

Novidades? À entrada um sinal de proibição à entrada de chapéus de sol (e mesas e cadeiras). Levávamos o chapéu de sol, como habitual, e não nos estava nada a apetecer ter que voltar ao carro para o deixar... eu e o pai fizémos sinal um ao outro... deixa lá ver se passa... é só fingir que não vimos o sinal...

Problema: ter uma filha que está sempre atenta a tudo e não para de apontar para o sinal e dizer em voz alta que não podemos entrar com o chapéu...
Chiuuuuu!!!! fica sossegada!!!!

O facto é que não passou... mas o simpático rapaz da entrada explicou-nos que podíamos deixar o chapéu na recepção. Menos mau...

Claro está que a  supracitada filha, depois disto, não se coíbe de dizer em voz alta:
Eu bem vos avisei!

São tão fofinhas, as criancinhas... ;-) 


Dia #8
Descansar do parque aquático
Ir à praia à tarde.
Jantar em casa da sobrinha mais nova.

Dia #9
Destaque do dia: valente caminhada pelo campo para passear os cães.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Férias de Verão 2015 - Dias #5 a #6

Dia #5

Quarta-feira foi dia de passeio e piquenique. Fomos à Fonte da Benémola, perto de Querença, Loulé.
Como é Agosto, não tinha muita água, mas deu para molhar os pés...
Para quem é fã de percursos pedestres, existem dois. Nós não fizemos nenhum... Em Agosto, no algarve, à hora do almoço... ainda para mais, com miúdos pequenos... não, muito obrigada! Como levámos as bicicletas, eles fizeram parte do percurso de bicicleta.

Dica #1: De carro dá para lá chegar e tem espaço para fazer manobras (a estrada é estreita e a partir de determinada altura o trânsito só está autorizado a veículos autorizados, nós fechámos os olhos a essa parte e levámos um dos carros até lá para levar os sacos)

Já em casa, houve direito a banho de mangueira no jardim. Outro must!


Dia #6

Quinta-feira foi dia de não fazer nada, o que equivale a jogar na wii e ver TV.
À tarde jogámos às cartas (peixinho) e ao jogo das escadas e cobras (conhecem?)
À noite, como é tradição, fomos à baixa ver as marionetas... o D* continua a gostar de as ver ao longe, mas assim que se aproximam... isso é que é vê-lo esconder-se atrás da mamã!


(hoje não há foto porque o computador não quer carregá-las)

sábado, 8 de agosto de 2015

Férias de Verão 2015 - Dias #3 a #4

Dia #3

O dia acordou nublado e com nevoeiro... nada por aí além.
Fomos de manhã para a praia. A água estava geladinha quanto baste! Nem entrei... molhar os pés foi mais do que o suficiente.
Os miúdos, como habitual (as crianças devem ter o termostato avariado) entraram na água na maior.

Ao fim da tarde fomos ao cinema ver os "Mínimos". Os miúdos gostaram.
Se eu gostei? Sim, tem piada, mas basicamente, não se aprende nada! Não tem nada a ver com o Divertida mente. Esse sim, eu adorei.
(imagem retirada da internet)

Dia #4

Terça-feira de manhã fomos para a ciclovia andar de bicicleta. O D* já aprendeu a andar de bicicleta sem rodinhas, agora anda a tentar aprender a arrancar sozinho. Muito bem!

O destaque da tarde foi apanhar figos. A sogra da minha irmã tem umas figueiras maravilhosas. Adooooro figos, e os miúdos adoraram andar de cestinho na mão a apanhá-los!



quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Férias de Verão 2015 - Dias #1 a #2

Cá vai o habitual diário de férias (e já vai atrasado!)
Este ano começo logo com resumos... ;-)

Dia #1

(imagem retirada da internet)
Como já expliquei, metade do dia (quase!) foi passado no trânsito. À tarde foi para brincar com os filhotes para matar saudades... nem saímos de casa.


Dia#2

Foi o dia da festa de aniversário do papá e da tia S*. Dias de aniversário são sempre dias bons... também foi passado em casa na brincadeira. Brincadeira a mais, diria eu!
Nunca sei o que comprar de prenda para o marido (ele não ajuda nadinha, porque não dá uma sugestão! Nunca precisa de nada...)
Desta vez tive uma ideia original... como ele gosta muito de brincar com D* a montar legos e kits disto e daquilo (prendas para o D*), lembrei-me de lhe oferecer um brinquedo para montar! (o da imagem)
Funcionou bem até demais...agarrou-se àquilo e foi um martírio para o arrancar de casa para irmos para o algarve ao fim da tarde!

Só mais um bocadinho... estamos quase a acabar!

domingo, 2 de agosto de 2015

Simplesmente, não me ocorreu...

... que hoje é dia 1 de Agosto e sábado!

Pois fiquem lá vocês a saber que Portugal inteiro (quase!) hoje rumou a sul!

E as saudades que eu tinha de ficar horas parada no trânsito... not really!

Antigamente, antes da autoestrada estar concluída, era o prato do dia... mas agora, não se justifica!
Como é que é possível?!? Estamos a falar de quilómetros de pára-arranca, intercalados com "nem arranca"!

E as estações de serviço? Nunca tinha visto tal coisa... à hora do almoço havia carros estacionados literalmente por todo o lado. Praticamente intransitável...

sábado, 1 de agosto de 2015

Férias de filhos - o resumo

Este ano as férias de filhos foram passadas a trabalhar até tarde TODOS os dias...
Mas tinha que ser... e na verdade aquela coisa inadiável e desagradável (falei aqui), afinal até acabou por ser bastante agradável.

Fomos algumas vezes jantar fora (a horas tardias).
Quanto a tarefas domésticas/ arrumações não fiz rigorosamente nada.
(imagem retirada da internet)
Andei completamente rota, de tal maneira que a maior parte das vezes nem liguei o portátil ao serão... aproveitei para vegetar no sofá e praticar o pré-sono. ;-)

Mas nem tudo foi trabalho... para celebrar as férias iminentes fomos (uma dúzia de colegas) para a petiscada ao fim da tarde! Para o lanche, caracolitos... caracoleta assada... amêijoas...
Para o jantar, moelas... pica-pau... chouriço assado e mais amêijoas! Que maravilha...

Gosto tanto destes bocadinhos com os colegas fora do trabalho... é um fartote de rir! Há histórias que já fazem parte... por mais anos que passem têm sempre graça! Bem feitas as contas para a maioria de nós são já são largos anos de convivência. No meu caso já são 15!

Só fica a vontade de marcar mais encontros, com mais colegas (alguns não puderam ir) e com os ex-colegas, que apesar de terem saído da empresa continuam a fazer parte...

Gosto disto!


segunda-feira, 27 de julho de 2015

Desenrascanço 1: Boa educação 0

(imagem retirada da internet)
O D* foi passar a tarde na casa de uma amiga da avó, para brincar com o neto dela que é da mesma idade.

Chegada a hora do lanche, perguntam-lhe o que quer comer...
Ele encolhe-se um bocadinho, não sabe o que dizer, mas resolve o problema rapidamente:

D*: Abre o frigorífico para eu ver...

(Que vergonha!)

Acabou por escolher um iogurte com smarties... (que de outra maneira ele nunca iria adivinhar que havia!)

:-)

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Neste blogue também se faz publicidade #9

(imagem retirada da internet)
Há dias provei um dos gelados mais fantásticos de sempre!

E olhem que eu sou apreciadora...

É a escolha ideal para quem gosta de chocolate preto e café.

Magnum Black

Há mais fãs, por aí?

terça-feira, 21 de julho de 2015

Férias de filhos #2

Fiquem lá a saber que esta semana o D* ainda não me acordou a meio da noite... só mesmo porque não está cá!

Estão os dois com os avós. Estão todos (avós e netos) nas sete quintas...

(imagem retirada da internet)
Confesso que, para mim, o timing está perfeito. Devido ao tal assunto desagradável e inadiável, tenho aproveitado para ficar a trabalhar até mais tarde, o que seria impossível com eles em casa.

Verdade seja dita que é uma péssima maneira de gastar os poucos dias que temos de "férias de filhos", mas é o que é...

De qualquer forma, há que aproveitar o melhor possível... hoje, saímos de casa a pé e fomos jantar (às 21:30), numa esplanada, onde comemos umas belíssimas sardinhas assadas e um gelado de sobremesa!!!

Tou consoladinha...

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Raio de vírus...

... voltou a bater-nos à porta um vírus qualquer de gastroenterite.

Na 6ª feira passada acordei com umas valentes cólicas, que se eu não tivesse sido já operada à vesícula dizia que era das pedras! Era uma dor no estômago que irradiava para as costas, de tal maneira forte que até me deixava com falta de ar...
Nunca me lembro de ter desejado desta maneira ter uma ambulância por perto... nem nunca me lembro de receber pulseira amarela na triagem das urgências...

Fiz análises e ecografia para despistar alguma colelitíase residual - areias que tivessem ficado no fígado e se libertassem devido à minha falta de dieta (não me tenho privado de nada, e diz que não é boa ideia!)
Afinal não era nada disso, porque estava praticamente tudo normal... a médica receitou medicação para o estômago e vigilância.

Entretanto, quando fui buscar a I* à tarde ao ATL ela estava também queixosa com dores de barriga... OK... coincidência a mais! É a nossa velha amiga (not!) gastroenterite...

O que não é coincidência é que estes vírus passam ao lado do D*... Bendita seja a vacina para o rotavírus! Ele tomou a Rotarix em bebé. Ela não, porque ainda não havia na altura.

O que vale é que não dura muito... já estamos bem.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Raio de noites...

Já é do vosso conhecimento que o D* não me deu boas noites... não deu nem dá!

Em bebé, era dos que acordava de 3 em 3 horas, com sorte... (ela, com um mês já dormia umas 6 horas de seguida)

(imagem retirada da internet)
Até p'raí ao ano e meio continuava a acordar pelo menos uma vez por noite para beber um biberon (até hoje não sei se era fome ou era manha, mas o que interessa é que com isso ele ficava sossegado e adormecia novamente)

Entretanto acabei com o biberon, que aquilo já era abuso, mas ele continuava a acordar e a chamar-me só porque sim... até aos dois anos e meio foi o prato do dia...

Entretanto a coisa foi melhorando e acho que já devo ter tido umas noites descansada (JÁ NEM ME LEMBRO!).
Ultimamente tem sido outra vez um stress... ele é o medo do escuro, ou então os sonhos maus ou sei lá mais o quê... uma choraminguice pegada!

Esta noite quase que me passei dos carretos... à segunda vez que ele me chamou, achei que aquela história do sonho mau era um bocado treta, e tentei convencê-lo a ficar sozinho só 5 minutos para tentar adormecer. Expliquei-lhe que voltava lá e se ele ainda não estivesse a dormir levava-o para a minha cama. OK... ao fim de 1 minuto estava ele a chorar desesperado!

Não há condições... escusado será dizer que dormir com ele na cama é o mesmo que não dormir nada...

Tou fartinha de todo!!! e a procissão ainda vai no adro... ;-)

terça-feira, 14 de julho de 2015

O D* é mesmo filho do pai dele...

... não é que haja dúvida! :-)

(imagem retirada da internet)
Quem acompanha o blogue pode ser que se lembre da opinião do meu marido sobre "decoração"... caso contrário, podem recordar aqui.

Hoje, dizia-me o D*, a apontar para uma orquídea decorativa (i.e., falsa) que temos em cima de um armário:

D*: Mamã, podemos deitar aquilo fora?

Eu: Não! Porquê?

D*: O que é que ela faz? Não faz nada...

Eu: É para ficar bonito. Não é bonita?

D*: Mas e aquelas bolinhas? Não nascem?

Eu: Não. São de plástico.

D*: Mas então serve para quê? Não rega, nem nada...

OK... quem sai aos seus não degenera...

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Introducing the Lily Camera



Isto é absolutamente fabuloso!

Quero uma coisa destas!!! (pois...)

Na verdade ainda não está à venda, mas já dá para encomendar... (para mim ainda é demasiado cara)

(A questão legal ainda vai dar pano para mangas...)

Gosto.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Chá... chá...

O poder de um "se faz favor"! :-)
Hoje, ao jantar o D* não parava sossegado com as pernas...

Eu: D*! Quieto! Pára de empurrar a cadeira!

D*: Chá... chá...

Eu: Sim?

D*: Cháchavôr!

Eu: Queres dizer "SE FAZ favor"?

D*: Ó mamã! Eu sou só uma criancinha...

:-)

terça-feira, 7 de julho de 2015

Férias enfarinhadas

Já me enfarinharam as férias... compromissos profissionais inadiáveis, e desagradáveis!

E mais não digo, que prometi não falar de trabalho...

Sem stress, que tudo se resolve...

(desta vez, prometo solenemente não me consumir, como uma vela)

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Medo do escuro

(imagem retirada da internet)
O D* ainda sofre desse mal... tem sempre que dormir com uma luz de presença e ainda assim não é suficiente...

Na outra noite, não conseguia adormecer e chama-me (novamente!).

D*: Mamã, tenho calor!

Eu: Então destapa-te.

D*: Assim tenho medo!

Sem comentários!

domingo, 5 de julho de 2015

Não comprei!

(imagem retirada da internet)
Hoje, apesar de querer, não comprei maçãs no Pingo Doce!

Chiça, penico! Que até aborrece... havia maçãs de Espanha, França, Itália, Chile, África do Sul e Nova Zelândia!!! Portuguesas? Nem uma!

Eu seja cão se percebo como é que é possível que se tragam maçãs da outra ponta do planeta e não se venda a produção nacional!

Eu sei que é a globalização, blá, blá, blá... que tem as seguintes vantagens: blá, blá, blá...

Mas que há aqui qualquer coisa de errado, há!

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Faz hoje dois anos

(imagem retirada da internet)
Não, não fui fazer cupcakes à pressa... ;-)
... como já não vou a tempo de comemorar o segundo aniversário do blogue (foi no dia 22 de Junho), comemoro o dia em que recebeu o primeiro comentário (da Bruxa Mimi, a freguesa n.º1!)

Foi nesse dia que deixei de falar p'ro boneco... :-)

Como é que eu me lembrei disto? Não me lembrei. Por coincidência a Mimi tropeçou hoje mesmo nesse primeiro post (obrigada por avisares!)

Tem sido muito bom ter a vossa companhia desse lado!

Muito Obrigada.



terça-feira, 30 de junho de 2015

Gosto do verão

Gosto do verão.

(imagem retirada da internet)
Gosto de andar de manga curta e de saia.

Gosto de acabar de jantar e ainda ser de dia.

Gosto quando a roupa seca em poucas horas.

Gosto de dormir de camisola de alças.

Gosto quando os miúdos só têm que vestir t-shirt e calções (não é preciso preparar meias, camisola interior, camisola de fora, casaco e casacão...)

Que maravilha...

Melhor que "verão" só mesmo "verão e de férias"!!! (já estou em contagem decrescente... só falta 1 mês...)

:-)

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Elogios em excesso

(imagem retirada da internet)
Isso é que tinha sido cá uma plástica...:-)
Ontem foi dia de beleza... fui pintar o cabelo, fiz uma hidratação e um brushing, manicura, pedicura e tudo e tudo!

Larguei lá um dinheirão (tou a exagerar...não foi tanto assim). Gosto de fazer isto de quando em vez...

Acreditem que hoje no trabalho fartei-me de receber elogios, de toda a gente. Tantos, mas tantos elogios, que a dada altura já comecei a achar demais...


É que o excesso de elogios só mostra que as pessoas não estão naaaada habituadas a ver-me assim, bem arranjada, e isso é preocupante... significa que no dia-a-dia eu sou um desmazelo pegado!

Bom seria que depois de um dia como o de ontem, ninguém achasse que valia a pena elogiar/ comentar, por ser o habitual!

Esquece! Não ganho para isso... ;-)

Para a M*: Tá bem, tá bem, vou esforçar-me!

domingo, 28 de junho de 2015

Divertida-mente

Fomos ver hoje.

Está mesmo muito bem pensado...

Mais uma vez conseguiram criar uma história que tem interesse para todas as idades...  a Disney-Pixar são espetaculares nesta arte... conseguem agradar a todos!

Os miúdos pequenos não percebem metade dos pormenores da história, mas adoram os bonecos e as palhaçadas...

Os adultos podem não achar taaanta piada à palhaçada (ou se calhar até acham...) mas ficam certamente encantados com a forma inteligente como a história foi escrita.

Adorei. (Ah! E adorei a voz da Custódia Gallego. Reconheci-a imediatamente. Grande atriz...)

Recomendo.

sábado, 27 de junho de 2015

Férias em Madrid 2015 - Dia #3

Na segunda-feira de manhã estávamos derreados... ficámos durante a manhã a recuperar e também a arrumar para fazer o check-out. Para além disso, os miúdos descobriram que a televisão em Espanha dá os mesmos desenhos animados que a nossa...

Depois do check-out apanhámos o metro para a estação da Atocha (impossível não recordar o atentado terrorista). Deixámos lá as mochilas (tem uma sala com cacifos) e apanhámos o comboio para uma terra nos arredores, Torrejón de Ardoz.

É aqui que fica um parque fantástico que se chama Parque Europa, porque tem réplicas dos monumentos mais emblemáticos de vários países europeus (Torre de Belém, Torre Eiffel, Atomium, etc.)

Passámos lá a tarde, a passear, brincar nos parques infantis, piquenicar, esticar na relva, brincar ao faz-de-conta... muito bom!

A parte interessante é que a entrada é totalmente gratuita - o parque é público.
Que maravilha... o que eu gostava de ter uma coisa destas perto de minha casa!

Ao fim da tarde, apanhámos o autocarro de volta para a estação de Torrejón de Ardoz, o comboio até Atocha para ir buscar as mochilas novamente, mais um comboio até Chamartín e depois do jantar apanhámos o trenhotel de volta a Lisboa.
Ufa!

Acabou-se o que era doce...

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Férias em Madrid 2015 - Dia #2

No domingo fomos ao parque de diversões. Escolhemos o Parque Warner, em San Martín de La Vega.

É relativamente perto (fomos primeiro de metro de depois apanhámos o autocarro (412) que pára à porta do parque.

Escusado será dizer que os miúdos deliraram!

É tão grande que não conseguimos ver nem metade... e é giríssimo! Até eu andei na montanha russa (das crianças, claro está!). Gritei como se não houvesse amanhã... (isso é que eles se riam! Foi o momento do dia...)


Fiquem vocês a saber que é proibido levar comida ou bebida para dentro do parque (coisa que eu desconhecia porque está escrito em letra pequenina nas normas de funcionamento do parque no fundo da página...). Para mim, parque é dia de piquenique, por vários motivos: sempre foi assim desde pequena, evitam-se as filas, que habitualmente são pavorosas... e poupa-se uns trocos porque normalmente dentro destes espaços os preços esticam-se um bocadinho (já bem basta o preço dos bilhetes! foi cerca de 104 euros).
Mas ali a coisa pia fino... têm seguranças a fazer revista às mochilas... ui!
Nós mostrámos, sem perceber bem porque era aquilo... segurança?!? Depois de espreitarem as mochilas disseram que podíamos seguir. Sorte! É que por acaso numa das mochilas tinham ficado por cima quatro garrafas de água vazias para ir enchendo e na outra ficou a bolsa com as toalhitas... Boa!

Dicas:
Comprem os bilhetes online para reduzir o tempo de fila (é muita gente)

Nos restaurantes almocem cedo que antes das 13:30 estão verdadeiramente às moscas!!! Eram 16:00 e ainda havia gente a almoçar... mais uma vez se confirma que os espanhóis comem muuuuito tarde...

Se quiserem passar à frente nas filas comprem o passe Bip-Bip (é um bocado caro e tem número limitado de vendas. Nós não comprámos)

Levem fato de banho e chinelos para os miúdos porque há atrações com água - esguichos, chuveiros etc e tal (mesmo dentro do parque warner). Para além disso ainda há outro parque ao lado, que é o Warner Beach, que é mesmo um parque aquático mas tem bilhete separado.

Para vir embora é que foi complicado...
O D* queria ir novamente à Casa do Scooby-Doo atirar nos fantasmas azuis, mas a fila estava enorme... era hora de vir embora.
Ficou tão triste que nem quis tirar fotografias... amarrou o burrinho!
Conseguem encontra-lo na foto? Está camuflado na sebe...
Ela, como habitualmente está nas poses... ai, eu!




quarta-feira, 24 de junho de 2015

Férias em Madrid 2015 - Dia #1


Estação do Oriente
Fomos no trenhotel para Madrid, na sexta-feira à noite (21:34) e chegámos no sábado às 08:40 (hora local).
Se gostei?...Não. Demorei para adormecer com o barulho e os balanços e ainda por cima esqueci-me de tomar comprimidos para o enjôo e não vale a pena dizer mais nada...
Se repetia? Não me parece...
Se me arrependo? Não, porque como eu previa, os miúdos acharam o máximo dormir no comboio! Valeu pela experiência. Done!

Madrid City Tour
Na manhã de sábado fomos fazer o city tour, que é a melhor coisinha que inventaram... dá para ter uma panorâmica geral em muito pouco tempo. Não dá para ver tudo, mas com os miúdos acho que é o que funciona melhor... eles adoram o autocarro, os fones, a música... o D* divertiu-se a ouvir a explicação em chinês (mas assim como assim tanto fazia porque ele não percebia nada da conversa, mesmo!)

A seguir fomos almoçar ao Mercado S. Miguel, que me tinham recomendado, pelas tapas. Muuuuita gente... demasiados turistas... muito poucos lugares sentados... a seleção das tapas foi feita mais em função do tamanho da fila do que da comida propriamente dita... mas OK.


Templo Debod
Depois do almoço já estávamos rotos... noite mal dormida, calor... queremos o hotel!!!!
Escolhemos uma espécie de aparthotel (Apartosuites Muralto) que fica pertinho de um El Corte Inglés e foi óptimo. Tinha uma micro-cozinha que foi de grande utilidade para os lanchinhos da noite (antes de dormir), pequeno-almoço e preparar piqueniques. Tou fã. Não quero outra coisa.

Ao fim da tarde fomos visitar o templo Debod e esticar-nos num parque imenso ali perto (andámos sempre com a mochila pequenina do D* com duas toalhas de microfibra, que são levezinhas, para acampar na relva...). Só vos digo que há parques/ jardins maravilhosos em Madrid... os miúdos brincaram no parque infantil, andaram aos pinotes na relva, uma maravilha...

A seguir fomos jantar e voltámos ao hotel já de noite com uma brisa quente como há muito eu não sentia... fez-me lembrar os verões na minha infância. Que delícia...


terça-feira, 23 de junho de 2015

Madrid

Voltámos hoje da terra de nuestros hermanos!

Estamos literalmente a precisar de férias para descansar das férias...

... mas correu tudo lindamente.

É um excelente destino para umas miniférias...

Depois faço o diário, como é habitual.

Não quero esquecer nadinha!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Também querem!

O D* não se cala com a viagem a Madrid... obviamente que contou lá na escola às professoras e aos coleguinhas (é já amanhã...)

No outro dia, ao jantar, pedia-me ele:

D*: Mamã, achas que dá para levarmos as minhas professoras no comboio para Madrid?
Elas disserem que também querem ir!!!

Vá lá agora explicar que afinal os adultos dizem coisas mas não é para levar a sério... :-)

Que delícia ter 5 aninhos...

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Bullying

Tou aborrecida...
Esta foi a conversa do dia com a minha filha:


Não queria ter necessidade de fazer esta conversa... era pedir muito?

Ninguém faz mal à minha filha!

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Consegui!

Acabei agora mesmo de finalizar o pedido do álbum Hofmann.

Só consegui acabar um, e foi mesmo em cima da hora! (hora espanhola)

Foi o do D* 1 - 3 anos - ficou muito bom!

O dela, dos 3 aos 6 anos está mesmo quase... vou acabar também nos próximos dias. Só estou à espera de umas fotos que a educadora dela do jardim de infância ainda me vai enviar.
Pena que já não vai a tempo daquela promoção (não há essa há outras...)

A seguir tenho que começar o dele dos 3 aos 6, que já está bem atrasado... e continuar o dela dos 6 aos 10... chiça, que até me canso!

domingo, 7 de junho de 2015

Tenho que me pôr ao caminho!

Quem já seguia este blogue em 2013 (Ui... como o tempo passa!) já sabe que eu sou fã dos álbuns digitais - expliquei aqui.

Se eu sou fã os miúdos ainda são mais! Gostam de os ler como se fosse uma história.
A I* tem os três álbuns à cabeceira...

Pois é... tem TODOS os álbuns à cabeceira, o que significa que não fiz nem mais um desde o post de Julho de 2013!!! Não há condições... eu adoro este blogue, mas gasto aqui todos os meus minutos livres (sem os pequenos).

Assim não pode ser... é que com o tempo eu esqueço-me das gracinhas e das manias e do que gostavam de fazer naquela altura... aquelas coisas que eu coloco como comentários e que fazem o álbum digital muito especial. Acho que agora vou ter que consultar o blogue para avivar a memória! :-)

Tá decidido, vou-me dedicar aos álbuns porque ainda por cima agora há uma promoção fantástica, até ao dia 10 de Junho!!!!!!!!

Fui! Tenho muito que trabalhar... depois apareço!


sábado, 6 de junho de 2015

Acordar cedo

O D* tem acordado mais cedo do que o habitual (antes acordava pelas 7:30, mas agora tem sido antes das 7!).

Chama-me, como habitual, mas o problema é que eu não vou lá (porque estou na minha "corrida")

O rapaz fica um bocado stressado...

Eu: D*, porque é que acordas tão cedo?!? (pergunta retórica)

D*: Eu acordo porque tenho os olhos abertos!

Pois claro!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Levar nas trombas

Hoje presenciei esta conversa entre o D* e o tio/ padrinho:

D*: Sabes o que o G* (melhor amigo) diz?
(imagem retirada da internet)
Diz assim: Levas nas trombas!
E eu digo também.

(conhecendo os pais do G*, não sei onde é que ele foi desencantar a expressão, mas vamos passar à frente disso...)

Tio: Mas isso é muito feio. Não se diz!

D*: Mas eu nem sei o que é "trombas"!

(o tio apressou-se a esclarecer...)

Tio: Trombas é a nossa cara.

Ah! Ah! Ah! Fala por ti!
(eu rebolei-me a rir...)

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Correr...

... dói!

Por coincidência recomecei as minhas caminhadas matinais na segunda-feira.

Nesse dia vi a notícia que vos falei no post anterior, e pensei:

(imagem retirada da internet)
- Eu também consigo correr! Vou começar pouco a pouco...

Na terça-feira (ontem) corri uns minutos apenas, intercalados com caminhada. Na verdade, foi praticamente nada, mas fiquei satisfeita.
Eu consigo!!!

Claro que a minha fraca preparação física (ou melhor, inexistente...) resultou em dores diversas, em partes do corpo onde eu nem sequer sabia que havia músculo... como as canelas!

Hoje de manhã quase não me conseguia levantar... mas não desisti! Confesso que não insisti na corrida, fiz uma caminhada mais curtinha...

Amanhã há mais! (pode ser que não me passe!)

;-)


segunda-feira, 1 de junho de 2015

Excecional

(imagem retirada da internet)
Há pessoas realmente excecionais!

Esta senhora, Harriette Thompson, com 92 anos fez uma coisa que eu nunca consegui... (nem sequer tentei... nem metade!)
Correu uma maratona (em sete horas e qualquer coisa)

Pensei eu:
Deve ter uma grande preparação física... provavelmente foi atleta toda a vida!

Errado!
Diz que a senhora começou a correr aos 76 anos!!! A carreira dela foi como pianista.

Só prova que com força de vontade somos capazes de tudo.
Até dá vontade de correr também (não se preocupem que isto é capaz de passar...)

;-)

domingo, 31 de maio de 2015

Almoço partilhado

Festa do fim da catequese.

(imagem retirada da internet)
Missa muito animada!

Almoço partilhado...

Tive uma ideia tão boa... tinha pensado em fazer uma quiche, mas esqueci-me de comprar a massa, acabei por fazer/ pôr no forno uma pizza num instantinho à pressa.
Entretanto tive outra ideia de génio... comprei uns quilos de tomate e cortei aos gomos, para comermos com sal (é fresco, é saudável e normalmente ninguém leva)

Desilusão... ninguém leva porque ninguém come! Deve ter sobrado metade...

Eu comi! E soube-me lindamente... coméquépossível?!?!

A melhor actuação de sempre!

Ontem a I* teve mais uma atuação de Hip Hop num sarau de ginástica organizado por uma escola aqui perto.

Entre os participantes estava um grupo da Associação do Hospital Civil e Misericórdia de Alhandra.

Eram três senhoras idosas (na casa dos 80s). Duas delas tinham algumas dificuldades de locomoção e até usavam bengala.

Pensei eu... deve ser uma demonstração dos exercícios que fazem (ginástica sénior)... não deve ter grande interesse, isto por comparação com as miúdas da ginástica acrobática (que eu acho o máximo!)

Só vos digo que não podia estar mais enganada! Foi o melhor momento da noite...
Imaginem as senhoras sentadas lado a lado em frente à monitora, também sentada... a música foi a escolha perfeita: "O tempo não para" da Mariza... os movimentos, feitos com os braços e a cabeça, eram de uma simplicidade e de uma beleza que não consigo descrever... até chorei... que lição!

Maravilhosas, elas e quem a elas se dedica com tanho carinho...


 
 
 

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Não sou nada boa a fazer suspense...

E que tal uma experiência diferente? No ano passado andaram pela primeira vez de avião, este ano vamos dormir no comboio!
 
 

 
O preço da viagem, ida e volta, num compartimento familiar (4 pax) é 420 euros.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Negociações/ Mini-férias

Estou a negociar as mini-férias deste ano... já arranjei milhentas alternativas...

A trabalheira que este homem me dá... ninguém faz uma ideia!!!

Quanto ao destino:
Ou é porque é muito cansativo... ou porque os miúdos não vão gostar... ou porque é demasiado infantil ou porque não é bem isso...

Quanto ao timing da marcação:
Ou é porque é cedo demais: Daqui até lá não me doa a mim a cabeça!
Ou é porque é tarde demais: Isso, já está muito em cima! Não vai dar...

Nunca vi tamanha inércia para sair de casa... depois de lá estar, é uma excelente companhia.

Depois de muito picar-miolos... atingimos o objectivo... Aquele ponto em que ele já nem me pode ouvir e finalmente... OK!!!

Já tenho os bilhetes de comboio. Yeahhhhhhh!!!

Aceitam-se palpites quanto ao destino! Quem gosta de adivinhas? (quem sabe não diz!) ;-)