segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A cota que há em mim...

(imagem retirada da internet)
... não me permite usar calças de ganga rasgadas.

OK... nem quando não era cota... quando se usou na minha adolescência, nos fantásticos anos 90, nunca consegui!

Não me faz sentido, o que é que eu hei-de fazer?

E a trabalheira a que a malta se dá para lá chegar...

http://pt.wikihow.com/Rasgar-Seus-Jeans

domingo, 13 de novembro de 2016

Family Pajama Party

Ontem divertimo-nos à grande com uma festa do pijama só para nós...

Com tudo a que tem direito...

Pipocas salgadas acompanhadas com uns palmiers docinhos...

(imagem retirada da internet)
Karaoke, a partir do youtube... fazíamos à vez, cada um ia escolhendo uma música para cantar.

Para verem como eles estão crescidos, quem escolheu músicas infantis fui eu!
Eu escolhi "A Barata diz que tem" e "O sapo não lava o pé"
O D* escolheu o Agir "O tempo é dinheiro" e já não me lembro do resto...
e a I*, Lukas Graham! (cantar em inglês tem muito mais estilo!)

Sim, e quem dançava à tonta era eu... eles olhavam-me de lado (a mãe passou-se!)

Já não dava tempo para ver filmes, por isso acabámos a noite a jogar monopólio.

(o pai participou na parte das pipocas, esperto!)


quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Pré-adolescência?

... é isso mesmo! A pré-adolescência instalou-se cá em casa...

Há semanas que desde que chegamos a casa à  não digo outra coisa senão:

Eu: Prepara a mochila para amanhã. Prepara a roupa.

Como calculam, cai sempre em saco roto... ignora completamente e põe-se a fazer tudo e mais alguma coisa (que é muito mais importante). Hoje pôs-se a experimentar vernizes (vermelho e azul) e a minha maquilhagem...como se pudesse usar!

Claro está que arrumar as coisas para o dia seguinte fica sempre para a última e escusado será dizer que atrasa a hora de ir para a cama.

Para ver se a ponho na linha, adotei uma nova regra:

Se não estiver na cama às 21:30 no dia seguinte não leva o telemóvel.

O que é que eu ganhei com isto? Hoje, nada. Foi um choradinho desgraçado, de fazer perder a paciência (que já não é muita...)

Amanhã há mais.
Há-de surtir efeito! Espero...


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Via Verde

Enquadramento:
Eu não gosto da Via Verde!

OK, na verdade eu gosto muito da Via Verde (adooooro passar sempre a aviar nas portagens e não ter que andar à procura de trocos nos estacionamentos)

O que eu não gosto é do facto de na verdade não haver concorrência e como tal ter que gramar com eles..

Há uns anos ia a conduzir um carro sem identificador (já não me lembro porquê) e à entrada na auto-estrada, passei na via verde, as usual... para mim, é certo e sabido! Quando conduzo, entro em modo automático e não há nada a fazer. 

(imagem retirada da internet)
Fiquei logo em stress e à saída parei imediatamente na portagem para explicar a situação.
O portageiro não me deu hipótese nenhuma: sem o ticket da entrada não há como provar onde é que eu entrei, logo teria que pagar a portagem máxima.
Então e as filmagens? Ah, e tal, não temos filmagem à entrada, só à saída.
Vejam só que conveniente!!!
Paguei e pronto. Já nem lembro quanto (mais de 30 euros, foi de certeza)

Há umas semanas fiz novo disparate, só que felizmente desta vez foi ao contrário... tirei o ticket à entrada e saí na via verde. Parei logo e tentei ir pagar no escritório. O azar é que já não está lá ninguém... pelo intercomunicador disseram-me para ir a uma loja via verde. OK... 
Na loja, a senhora foi uma simpatia e preencheu-me um papel a fazer a exposição do caso e entretanto eu aproveitei para refilar pela milionésima vez acerca do que se tinha passado da outra vez.
Em boa hora o fiz, porque a senhora explicou-me que eu não precisava ter pago a portagem máxima, porque a Via Verde acredita nos clientes, poderia ter feito uma exposição... Oi? Então e o portageiro? Poois... eles na portagem não têm possibilidade de resolver de outra maneira... mas o melhor é usar o site https://www.pagamentodeportagens.pt/, e lá me explicou como funciona.

Moral da História:
Se alguma vez se enganarem e passarem sem identificador à entrada da via verde, passem também na saída.

Esperem pelo menos 15 dias (para dar tempo para processarem as imagens) e depois entrem no site e pesquisem pela matrícula do carro. Há-de aparecer lá o valor a pagar acrescido de uma taxa administrativa (2 euros e qualquer coisa) e a referência para pagar no multibanco. Simples!

A Via Verde está a melhorar o serviço. Gosto disso!

Agora, que explicação é que há para o facto de ao fim de mais de 1 ano de funcionamento do site os portageiros ainda dizerem para pagar a portagem máxima?!?! Aconteceu há dias a um colega meu, e ele, como não sabia, pagou.
Cambada de intrujas!

(adenda)
Vendo bem, se calhar não há mesmo nada a fazer, através do site, se a pessoa não sair na via verde (não tem a filmagem na saída), mas mesmo assim continuam a ser uma cambada de intrujas porque podiam ao menos indicar à pessoa que fosse à loja Via Verde.


segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Update em notícias boas - bebé na família

(imagem retirada da internet)
Agora é que me apercebi que ainda não vos dei uma ótima notícia... (não quis anunciar logo e entretanto o tempo voou!)

Vamos ter um bebé na família! O meu primeiro sobrinho-neto (filho da minha sobrinha mais velha, que é quase da minha idade)

É um menino e está previsto para Dezembro.

Se sair à mãe vai ser parecido com esta fofura...



quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Aulas de guitarra

O D* começou este ano com as aulas de guitarra na mesma escola onde a mana anda nas aulas de piano.

Hoje comprámos a guitarra (tamanho 1/2) e foi o delírio!

Quando foi para fazer a inscrição é que andei completamente a apanhar bonés...

Ele há que tempos que dizia que queria aprender a tocar guitarra eléctrica.
Lá lhe explicámos que tinha que começar pela guitarra clássica, ou então podia ir para o piano como a mana. A escolha era dele. OK. Guitarra.

(imagem retirada da internet)
Entretanto, resolvi esperar pela inscrição na catequese para saber os horários antes de o inscrever na escola de música, para ver se não calhava no mesmo dia.

Entretanto ele levava o tempo a choramingar que queria fazer como a mana... queria ir para o piano!

Olha, agora! Mudou de ideias?!? Que seja, piano então. Entretanto vi com o professor de piano quais eram os dias possíveis (mas mantive em aberto à espera da catequese)

Tive indicação de que a catequese seria à sexta, sábado ou domingo e lá fui fechar a inscrição. Mas antes disso, confirmei com ele o que é que queria aprender (não vá o diabo tecê-las...)

D*: Guitarra!

Ai a minha vida...  já percebi! Para ele "piano" é sinónimo de "escola de música" porque eu ia "levar a mana ao piano", "buscar a mana ao piano", ele queria ir para aquele sítio... logo, queria ir para o piano!

Os adultos não percebem nada de nada...


terça-feira, 18 de outubro de 2016

It's good to be back

Olá.
Estou de volta!

Passei aqui por um período de introspecção...

OK, não me apetecia escrever! Não por falta de assunto, mas por falta de disponibilidade para escrever como gostaria.
E olha, tirei férias! Também é bom descansar um bocadinho.

(imagem retirada da internet)
Entretanto, andei com a cabeça ocupada com outros assuntos...

O início do ano lectivo, com tantas mudanças (o D* foi para o 1º ano e a I* para o 5º ano), depois escrevo sobre isso.

Eu própria também tive mudanças ao nível profissional, enfim... um monte de coisas!

Por hoje é tudo.
(Provavelmente) amanhã há mais!!!