quinta-feira, 8 de maio de 2014

Negócio de crianças

Negócio de crianças é uma cena do além!


Passo a explicar:
As famosas pulseiras de elásticos chegaram cá a casa ontem. Ela apareceu com uma pulseira que fez na escola com elásticos da E* (tinha 9 saquetas e partilhou com as amigas).

Entretanto lá me explicou que a ideia da E* era vender as pulseiras e as amigas iam ajudar.
Não liguei importância nenhuma... (provavelmente devia ter ligado)

Pediu-me entretanto um euro porque queria comprar uma pulseira à E* (OK, já tinha trazido uma pulseira feita com material oferecido, fazia muito bem em pagar).

Hoje conta-me que ontem venderam uma pulseira a uma menina, mas a mãe dela disse-lhe para devolver a pulseira e levar o dinheiro de volta. Tudo bem.
O problema é que quem ficou com o dinheiro foi a J*, que foi quem fez a pulseira (com os elásticos da E*!), e a J* não foi hoje à escola.
Como só a minha é que tinha dinheiro (o tal euro),  foi ela que reembolsou a outra.
OK... não se deixa os amigos na mão...

Curiosidade minha:

Eu: Então, e a menina devolveu a pulseira?

Ela: Não. Nós dissemos que ela podia ficar com ela.

:-)

Vocês já viram esta confusão?

Moral da história:
Não alinha em mais vendas de pulseiras, cada uma faz pulseiras com os seus elásticos e ficamos por aqui...

4 comentários:

  1. Que grande embróglio! E cá está uma Mãe prontinha a clarificar estas situações! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Embróglio" é realmente a palavra mais adequada... :-)

      Eliminar
  2. Coitada. Ela tem bom coração! As outras é que são umas aproveitadoras.
    Mas esse tipo de coisas corre sempre mal, já no meu tempo era assim.

    ResponderEliminar
  3. É uma querida. Hoje estava num desassossego para fazer duas pulseiras para a melhor amiga porque ela perdeu-as...

    ResponderEliminar